2ª Via do Carnê do IPTU Online
Editais de Licitação

Prevenção de Acidentes

Existem procedimentos que, quando praticados conscientemente, ajudam a previnir ou evitar acidentes. Podemos chamar estes procedimentos de Método Básico na Prevenção de Acidentes e podemos aplicá-los em qualquer atividade, no dia-a-dia, que envolva riscos.Podemos aplicá-los, também, no ato de dirigir, desde que conheçamos os fatores que mais levam à ocorrência de um acidente.
Além de conhecer estes fatores, você deve estar preparado, em todos os momentos, para atitudes que ajudem nesta prevenção.
Colisão com o veículo da frente
É aquela em que você bate no veículo que está à sua frente e diz "infelizmente não foi possível evitar", por ele ter parado bruscamente ou não ter sinalizado que iria parar.
Sugestões para evitar este tipo de acidente:

  • Esteja atento
    Nunca desvie a atenção do que está acontecendo a sua volta e observe os sinais do motorista da frente, tais como luz, seta, pisca-pisca, braços,etc., pois indicam o que ele pretende fazer.
  • Controle a situação
    Procure ver além do veículo da frente para identificar situações que podem obrigá-lo a manobras bruscas, sem sinalizar. Verifique a distância e deslocamento do veículo de trás e ao seu lado para poder tomar a decisão mais adequada numa emergência
  • Mantenha distânciaSe isto não for observado, poderá resultar em multa. Mas o pior é que, se você não estiver longe o suficiente, irá bater no veículo da frente. Lembre-se que com chuva ou pista escorregadia esta distência deve ser maior que em condições normais.
  •  Comece a parar antes
    Se necessário pise no freio imediatamente ao avistar algum tipo de perigo, mas pise aos poucos, evitando parar bruscamente, dando tempo ao motorista que vem atrás.


Colisão com o veículo de trás
As colisões na traseira são motivadas, na maioria das vezes, por motoristas que dirigem "colados" e nem sempre é possível escapar dessa situação, principalmente numa emergência.
Também não adianta o fato de que "quem bate na traseira é legalmente culpado", pois isso pode ocasionar sérios danos ao motorista e passageiros do veículo atingido, não estando descartada a possibilidade de mortes.
A primeira atitude do motorista defensivo é livrar-se desse motorista que o segue a curta distância, reduzindo a velocidade ou deslocando-se para outra faixa de trânsito, levando-o a ultrapassá-lo com segurança.
Outras sugestões, de Direção Defensiva, para livrar-se de situações de perigo:

  • Planeje o que fazer
    Não fique indeciso quanto ao percurso, entradas ou saídas que irá usar. Planeje antes o seu trajeto para não confundir o veículo que vem atrás com manobras bruscas.
  • Sinalize suas atitudesInforme através de sinalização correta e dentro do tempo necessário o que você pretende fazer, para que os outros motoristas também possam planejar suas atitudes. Certifique-se de que todos entenderam e viram sua sinalização.

  • Pare aos poucos
    Alguns motoristas só lembram de frear após o cruzamento onde deveriam entrar. Isto é muito perigoso, pois obriga os outros motoristas a frear bruscamente e nem sempre é possível evitar a colisão.

  • Livre-se dos colados à sua traseira
    Use o princípio da cortesia e favoreça a ultrapassagem dos "apressadinhos", mantendo sempre as distâncias recomendadas para sua segurança.

Colisão frente a frente
É um dos piores tipos de acidente, pois em poucos segundos os veículos se transformam em ferro torcido, envolvendo os motoristas e ocupantes de tal maneira que raramente escapam com vida.
Vários são os fatores que ocasionam este tipo de acidente e quase todos eles são o descumprimento das leis de trânsito ou de normas de direção defensiva.
Ingestão de bebida alcoólica, excesso de velocidade, dormir no volante, problemas com o veículo ou distração do motorista são apenas alguns desses fatores.
Veja algumas sugestões para evitá-las:

  • Evite as ultrapassagens perigosas
    Em locais de pouca visibilidade, nas curvas, locais proibidos por sinalização, verificando sempre se o tempo e o espaço de que você dispõe são suficientes para realizar a ultrapassagem com segurança.
  • Cuidado com as curvas
    Vários fatores como: velocidade, tipo de pavimento, ângulo da curva, condições do veículo e motorista são fatores que podem determinar a saída do seu veículo da sua faixa de direção, indo chocar-se com quem vem no sentido contrário, causando um acidente grave. Nas curvas reduza sempre a velocidade e mantenha-se atento.

  • Atenção nos cruzamentos
    Estes acidentes ocorrem nas manobras de virar à direita ou esquerda, não observar o semáforo ou a preferência de passagem no local, assim como a travessia de pedestres. Espere com calma e só realize a manobra nos locais permitidos e com segurança.

Outros tipos de colisões
Existem ainda vários tipos de colisão que envolvem dois ou mais veículos, porém em todos os tipos de colisão existem fatores determinantes mais comuns de ocorrerem e que podem ser evitados se você for um motorista defensivo. São eles:

  • falta de visibilidade;
  • desconhecimento de preferenciais;
  • manobras não sinalizadas;
  • trânsito de pedestres no local;
  • desobediência às leis de trânsito e à sinalização.