Com arquibancadas lotadas, encenação teatral encerra Semana das Monções

O cenário era diferente, mas a emoção foi a mesma. Na segunda-feira, 13 de outubro, quando Porto Feliz completou 321 anos de desbravamento e 217 anos de emancipação político-administrativa, o grupo de Teatro Monções entrou na arena em que foi realizado o rodeio, de 9 a 12, para apresentar a peça “Monções – Paixão e Fé, Faca Amolada”.

Com a arquibancada cheia, o espetáculo teve uma hora de duração e retratou o dia anterior à partida de uma monção de Porto Feliz, no ano de 1740.

Com texto e direção de Emílio Fontana Filho, a peça abordou a rotina dos monçoeiros e bandeirantes do século XVIII, os seus medos, os perigos que estavam por enfrentar nos 3000 quilômetros que remariam através dos rios até Cuiabá.

O enfoque neste ano foi para a importante participação dos negros da época. Eles participaram durante todo o espetáculo, sem correntes lhes prendendo mãos e pés, e sendo mostrados os sonhos, lutas e objetivos da comunidade negra.

  • Rádio Porto

    Alternativo