2ª Via do Carnê do IPTU Online

Projeto recolhe mais de cinco toneladas de lixo eletrônico em Porto Feliz

Um projeto de coleta de equipamentos elétricos, eletrônicos e de informática realizado pela Prefeitura de Porto Feliz em parceria com a empresa Reciclick superou a expressiva marca de mais de cinco toneladas de lixo eletrônico recolhido no município.

O Programa Municipal de Descarte Tecnológico envolveu as Secretarias de Desenvolvimento Social e Sustentável, através da Diretoria de Meio Ambiente, e de Educação, Cultura e Esportes, que convocou as escolas de Porto Feliz a participarem da iniciativa. Foram 11 escolas, sendo dez municipais e uma da rede privada. Durante três meses, cada instituição recolheu o lixo eletrônico encaminhado pelos alunos. A empresa Reciclick e a Diretoria de Meio Ambiente passaram semanalmente pelas escolas para retirar o material.

Ao entregar os equipamentos para descarte, os estudantes ganharam cupons para concorrer a bicicletas. O sorteio foi realizado na última quinta-feira, 1 de dezembro, no Centro de Formação Continuada (COC), com a presença de representantes das instituições de ensino, da Prefeitura e da empresa Reciclick. Cada escola foi contemplada com uma bicicleta, que foi sorteada entre os alunos que colaboraram com o recolhimento. Na oportunidade, também foi apresentado o resultado do projeto. Os diretores e coordenadores das escolas puderam trocar experiências sobre como a coleta se desenvolveu em cada unidade.

No total, o programa coletou 5.380,85 kg de lixo tecnológico – divididos em 3.258,027 kgs coletados nas escolas e outros 2.122,823 kgs arrecadados externamente, em pontos de coleta na Prefeitura, comércios e empresas.

Na conclusão do projeto, os organizadores divulgaram um ranking das escolas que mais recolheram os equipamentos eletrônicos. O ranking foi baseado no peso dos materiais coletados. A primeira colocada foi a EE/EMEF “Profª Maria Aparecida Fernandes Leite”, no Bom Retiro, com 677,710 kgs, seguida da EMEF “Profª Aurora Machado Guimarães”, na Vila América, com 532,703 kgs. Em terceiro lugar ficou a EMEF “Coronel Esmédio”, no Centro, com 417,267 kgs (confira a lista completa e os alunos premiados abaixo).

O vice-prefeito e secretário de Educação, Cultura e Esportes, Júlio César Bronze (PT) falou sobre a introdução do projeto piloto da rede de ensino de Porto Feliz. “O programa teve o objetivo de conscientizar nossas crianças e adolescentes sobre a destinação correta que deve ser dada ao lixo eletrônico. Essa é mais uma iniciativa engajada com a questão ambiental, além de outras que as escolas desenvolvem como, por exemplo, a coleta de garrafas plásticas e materiais recicláveis”, lembrou Bronze.

O secretário de Desenvolvimento Social e Sustentável, João Carlos Esquerdo Junior, também explica porque as crianças foram escolhidas como foco principal do projeto. “Procuramos direcionar alguns projetos de meio ambiente para o público infantil e juvenil. As crianças possuem facilidade e interesse em receber as informações e acabam levando a iniciativa para dentro de suas casas, replicando para os pais. É um belo exemplo”, afirma Esquerdo.

 

Lista

A lista de materiais recolhidos inclui de equipamentos comuns a inusitados: alto-falantes, peças de alumínio, antenas, ar condicionado, baterias de celular, baterias de moto, baterias de no-break, batedeiras, brinquedos, cabos de impressora, cafeteiras, caixas de som, calculadoras, câmeras fotográficas, carregadores de celular, carregadores de pilhas e baterias, chapinhas para cabelo, cartuchos, CDs, celulares, centrais telefônicas, controles remoto, controles de vídeo-game, CPUs, chuveiros, detectas, discos de vinil, disquetes, disjuntores, drives de CD-Rom, DVDs, decodificadores, espremedores de laranja, estabilizadores, aparelhos de fax, ferro elétrico, fitas K7, fitas VHS, fios e cabos diversos, flat cable, fontes, fontes de impressora, floppy disquete, furadeiras, HDs, hubs, impressoras, liquidificadores, luminárias e lanternas, máquinas de cortar cabelo, máquinas de barbear, memória, microfones, mixs, módulos, monitores, mouses, motores, notebooks, pilhas, placa-mãe, placas diversas, processador cerâmico, rádio para carro, rádio-relógio, rádio receptor, rele, reatores, relógios de pulso, relógios de parede, sanduicheiras, scanners, secadores de cabelo, sucata, sucata de plástico, teclados, telefones, televisores, transformadores, ventiladores, ventoinhas, videogames, videocassetes, vitrolas, walkmans, entre outros.

Segundo a Reciclick, depois de recolhidos, os equipamentos seguiram para a empresa, onde foram desmontados. Cada peça passou então por uma reciclagem específica para cada tipo de material, com excessão de peças como baterias e pilhas, que seguiram para um processo de descontaminação.

 

Ranking das Escolas Participantes

1º - EE/EMEF Profª Maria Aparecida Fernandes Leite = 677,710kgs

2º - EMEF Profª Aurora Machado Guimarães = 532,703 kgs

3º - EMEF Coronel Esmédio = 417,267 kgs

4º - EMEF Domingos de Marco = 310,600 kgs

5º - EMEF Profª Luiza de Carvalho Pires = 278,282 kgs

6º - Colégio Porto dos Bandeirantes = 262,649 kgs

7º - EMEF Vereador Carlos Alberto de Oliveira = 222,279 kgs

8º - EMEF Profª Vilma Fernades Antonio = 220,725 kgs

9º - EMEF Zilda Tomé de Moraes = 189,233 kgs

10º - EMEF Profº Antonio de Pádua M. de Melo = 146,579 kgs

 

 

Ganhadores das Bicicletas

EMEF Prof.ª VILMA FERNANDES ANTÔNIO - Vitória Maria – 5º Ano C

EMEF Prof.ª ZILDA TOMÉ DE MORAES – Liedson Vinicius Gonçalves Auferes – 3º Ano C

EMEF CORONEL ESMÉDIO – Wesley César de Queiroz – 4º Ano A

EMEF Prof.ª AURORA MACHADO GUIMARÃES – Rian de Sales – 1º Ano A

EMEF VEREADOR CARLOS ROBERTO DE OLIVEIRA - Caio E. Martorano – 8º Ano A

EMEF Prof.ª MARIA AP. FERNANDES LEITE - Thifani V. de Matos – 6º Ano B

EMEF Prof.ª LUIZA DE CARVALHO PIRES - Álvaro F. dos Santos Leiroz – 3º Ano A

EMEF Prof. DOMINGOS DE MARCO - Peterson Gabriel de Barros – 6º Ano D

EMEF Prof. ANTONIO DE PÁDUA MARTINS DE MELO - Willian Cristiane – 8º Ano C

COLÉGIO PORTO DOS BANDEIRANTES - Luan Felipe Machado – 4° Ano A

  • Rádio Porto

    Alternativo