Secretaria de Saúde esclarece caso de febre amarela no município

Porto Feliz, 26 de janeiro de 2018

 

A Secretaria Municipal de Saúde, através do setor da Vigilância Sanitária e Epidemiológica, esclarece:

 

O município de Porto Feliz registrou um caso, de um morador de Sorocaba, com Febre Amarela no mês de janeiro. A Vigilância Sanitária e Epidemiológica tomou conhecimento do resultado do exame no dia 25 de janeiro de 2018, no final da tarde. O paciente é morador do município de Sorocaba e esteve na cidade de Mairiporã no final de dezembro. Esteve em Porto Feliz apenas para tratamento na Santa Casa, onde foram realizados todos os procedimentos necessários. Informamos que o paciente citado encontra-se de alta hospitalar e passa bem.

 

A equipe de Controle de Vetores realizou bloqueio no local, com remoção de criadouros e, nesta sexta-feira, realizou nebulização num raio de 200 metros da Santa Casa, conforme preconizado por normas técnica, considerando que o mosquito tem apenas este alcance de voo.

 

A Vigilância Sanitária está realizando busca ativa e até esse momento não detectou novos casos.

Informa ainda que foram registrados dois casos suspeitos de reação adversa à vacina febre amarela no município, os dois pacientes foram internados para monitoramento. Lembrando que as contraindicações para realização da vacina contra febre amarela são:

 

• Crianças menores de 9 meses de idade.

• Pacientes com imunodepressão de qualquer natureza.

• Pacientes infectados pelo HIV com imunossupressão grave;

• Pacientes em tratamento com drogas imunossupressoras (corticosteróides, quimioterapia, radioterapia, imunomoduladores);

• Pacientes submetidos a transplante de órgãos;

• Pacientes com imunodeficiência primária;

• Pacientes com neoplasia;

• Pacientes com história pregressa de doenças do timo (miastenia gravis, timoma, casos de ausência de timo ou remoção cirúrgica);

• Indivíduos com história de reação anafilática relacionada a substâncias presentes na vacina (ovo de galinha e seus derivados, gelatina bovina ou outras);

• Gestantes;

• Mães que estão amamentando.

 

A avaliação médica será necessária para qualquer paciente que apresente qualquer uma dessas contraindicações.

  • Vídeos

    Invista em Porto Feliz

    Rádio Porto

    Alternativo