2ª Via do Carnê do IPTU Online
Editais de Licitação

Prefeitura inicia trabalhos para ajudar vítimas de tempestade

Tragédia abalou os moradores de Porto Feliz no início da madrugada deste domingo, dia 21. Uma tempestade provocou estragos por todo o município e provocou três mortes.

Casas e prédios ficaram destelhados, árvores caíram provocando queda de fios de energia e cabos de telefone, muros e construções ruíram.

As consequências maiores aconteceram nos bairros Altos do Jequitibá, Jardim Vante, Vista Alegre, e Casas Populares.

A Prefeitura se mobilizou logo após a tempestade. Os setores de Obras Públicas, Desenvolvimento Social, Defesa Civil, Guarda Civil Municipal, Corpo de Bombeiros foram socorrer as famílias desabrigadas.

A remoção aconteceu na manhã deste domingo. Os pertences das famílias desabrigadas foram levados para a escola municipal Vilma Fernandes, no bairro Vista Alegre. Cerca de 12 famílias devem passar a noite nas dependências da escola.

Prefeito Levi Rodrigues acompanhou os trabalhos desde a madrugada. Conversou com as famílias e informou que a Prefeitura não medirá esforços na reconstrução de suas casas.

Também presentes os deputados estaduais Rita Passos e Osvaldo Vergilio, ambos do PSD, além do ex-prefeito de Itu Herculano. Eles disseram que vão até o Governo do Estado pedir auxílio para ajudar as famílias.

 

Vítimas

A tempestade provocou ainda a morte de duas pessoas no bairro Jardim Vante. O desabamento de uma parede sobre a casa, coberta com telha brasilit, matou pai e filho.

Na estrada entre Porto Feliz e Rafard uma outra vítima do temporal. Um homem que morava num contêiner morreu após sua moradia ser arrastada pelo vento.

Outros pontos da cidade sofreram com queda de árvores, muros e destelhamentos. A Defesa Civil da cidade ainda contabiliza todos os estragos.

A Prefeitura continua os trabalhos para ajudar os desabrigados e, com o término das chuvas, inicia o trabalho de limpeza da cidade.

 

UHF

O cemitério novo também sofreu com a ação da forte chuva. Além da queda de árvores, a torre de UHF cedeu ao vento. De acordo com o trabalho dos técnicos no local, o reparo deve levar, pelo menos, 60 dias.

 

Sem aula

As escolas Nair Coli e Juvenal de Campos, ambas no Jardim Vante, ficarão sem aula nesta segunda-feira, 22, devido aos estragos proporcionados com as chuvas. A escola Luiza Carvalho Pires também sofreu com a ação da tempestade.

  • Rádio Porto

    Alternativo